Operação desmonta quadrilha acusada de fraudes trabalhistas

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, está no Rio, onde prestará esclarecimentos, com o delegado Daniel Granjeio, da Polícia Federal, sobre a operação "Paralelo 251", desencadeada na manhã desta terça-feira, 4, pela PF, com a participação do Ministério do Trabalho e do Ministério Público Federal, para desbaratar uma quadrilha que comandava um esquema de corrupção dentro da Delegacia Regional do Trabalho do Rio. Mais de 400 policiais cumprem 56 mandados de prisão e 103 de busca e apreensão no Rio, Niterói, Nova Iguaçu, Magé, São Pedro da Aldeia, Friburgo e Maricá. Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal. As investigações começaram há um ano e meio, com base em denúncias de irregularidades na delegacia. Auditores fiscais do trabalho e servidores administrativos ofereciam serviços em troca de pagamento de propina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.