Operação desmonta quadrilha que desviou R$ 10 mi pela internet

A Polícia Federal deflagrou uma megaoperação, denominada Scan, nesta terça-feira, contra uma quadrilha acusada de invadir contas bancárias da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, desviando dinheiro dos correntistas pela internet. A quadrilha começou a ser investigada em maio do ano passado, após denúncias das duas instituições. O chefe da quadrilha seria um hacker de 19 anos. A Polícia Federal está fazendo prisões em São Paulo, Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará e especialmente em Campina Grande, na Paraíba, onde seria a sede da quadrilha. Segundo a PF, o grupo mandava uma mensagem por e-mail com vírus para os correntistas dos bancos. Ao responder as perguntas do remetente, o usuário passava os segredos de suas contas bancárias. Cerca de 330 homens participam da operação, que cumpre 55 mandados de prisão. De acordo com a PF, duas pessoas já foram presas e espera prender alguns menores. Até agora já foram identificados desvios de R$ 10 milhões.

Agencia Estado,

14 Fevereiro 2006 | 12h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.