Operação Inverno começa hoje em São Paulo

Começa hoje e vai até 30 de setembro a Operação Inverno, coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social, com apoio de outros nove órgãos da administração. O desafio da Prefeitura é criar vagas para abrigar a maior parte dos 8.700 moradores de rua nos dias frios. Para isso, além das 2.900 vagas existentes nos 14 albergues e 11 casas de convivência, a secretaria deve ter outras 800 no período - 450 em dois novos albergues que estão sendo equipados e deverão ser entregues em dez dias e as outras 350 vagas nos abrigos já existentes.O secretário de Assistência Social, Evilásio Farias, ainda confia em conseguir mil lugares em albergues. "Em extrema urgência, poderemos contar com áreas livres dos albergues, como salas de televisão." Nessa operação, o decreto 40.232, de 2 de janeiro de 2001, que dispõe sobre os direitos dos albergados e as condições mínimas dos abrigos, fica temporariamente revogado.ResistênciaA Prefeitura enfrenta resistência dos moradores de rua. "Eles têm de seguir regras, como tomar banho, o que muitos não querem", disse Farias. A estimativa é de que 30% não aceitam sair das ruas. Para eles, Farias promete uma equipe de auxílio nas dez peruas e dois ônibus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.