Operação Lince prende mais dois policiais federais

Mais dois policiais federais de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, investigados durante a Operação Lince, criada para apurar a adulteração de combustíveis e roubo e receptação de cargas, foram presos no domingo. O delegado César Valdemar dos Santos Dias e o agente Antonio Francisco Pedro Rollo foram levados para a carceragem da PF em Brasília. Agora, são cinco policiais federais presos, além de um advogado e dois homens - um deles está livre por ajudar a Justiça.Dias e Rollo prestaram depoimento à Justiça neste mês por porte ilegal de armas. Eles negaram o crime. Os detalhes das investigações da Operação Lince estão sob segredo de Justiça e nem o juiz nem os procuradores concedem entrevistas. O mandato de prisão de Dias e Rollo, no entanto, foi por extorsão: ambos são acusados de extorquir U$$ 40 mil de um empresário de Manaus para liberação de mercadorias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.