Divulgação/PRF
Divulgação/PRF

Operação no Paraná apreende 1,5 milhão de carteiras de cigarro contrabandeadas

Exército, PF e PRF agiram em depósito em Francisco Alves, a 65 quilômetros da fronteira com o Paraguai; apreensão está entre maiores dos últimos anos

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2019 | 18h23

Uma operação conjunta envolvendo soldados do Exército, agentes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou neste domingo, 18, um depósito com 1,5 milhão de carteiras de cigarros contrabandeados do Paraguai

A apreensão foi no município de Francisco Alves, região noroeste do Paraná, a 65 quilômetros da fronteira. Segundo a PRF, esta é uma das maiores apreensões de cigarro realizadas nos últimos anos no Estado. 


Um homem de 21 anos de idade foi preso em flagrante e um adolescente de 15 anos apreendido. De acordo com a PRF, os dois declararam ter sido contratados para descarregar embarcações e carregar veículos, além de vigiar a carga ilícita.

O material apreendido estava em um acampamento escondido em meio à vegetação, próximo ao Rio Piquiri. Havia ainda um alojamento, espaço para estocar mantimentos e roupas e uma pequena horta.

Do total de 1,5 milhão de carteiras apreendidas, 500 mil estavam no semirreboque de um caminhão frigorífico, que também foi apreendido. O restante ainda estava depositado no próprio acampamento.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil, no mesmo município.

A ocorrência faz parte da Operação Hórus, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, para impedir a entrada de drogas, armas e munições pelas fronteiras. /Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.