Operação no Rio prende suposto chefe do tráfico de drogas

Motos roubadas foram recuperadas e drogas, coldres e radiotransmissores foram apreendidos

estadão.com.br

02 Março 2012 | 09h09

Atualizado às 9h37

SÃO PAULO - Duas pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira, 2, durante operação da Polícia Civil na Favela de Manguinhos, zona norte do Rio, que visa cumprir vários mandados de prisão, expedidos pela Justiça, e também verificar informações encaminhadas pelo Disque-Denúncia e ao setor de Inteligência da Polícia.

 

Dois mandados de prisão já foram cumpridos, oito motos roubadas recuperadas, além de apreensão de drogas, coldres e radiotransmissores. Os presos e o material apreendido estão sendo apresentados na 21ª DP (Bonsucesso). Entre os presos está Edilson Lourenço de Azevedo, conhecido como Caroço, suposto chefe do tráfico de drogas da Favela de Manguinhos. Ele foi encaminhado para a 21ª DP (Bonsucesso).

 

Participam da operação cerca de 150 policiais da 21ª DP (Bonsucesso), 22ª DP (Penha) 25ª DP (Engenho Novo) e 37ª DP (Ilha do Governador), da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DH/Baixada) e da Polinter. A ação tem o apoio de dois helicópteros Águia.

Mais conteúdo sobre:
Tráfico de drogasmotocicletas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.