Operação prende sete por irregularidades em presídio no RS

Apenados pagavam para não retornar para casa de detenção em Passo Fundo

estadão.com.br,

17 Fevereiro 2012 | 14h38

SÃO PAULO - Sete pessoas foram presas nesta quinta-feira, 16, em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, por suspeita de envolvimento num esquema de corrupção com apenados do regime semiaberto no Presídio Regional da cidade.

A Polícia Civil, com da auxilio de Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), cumpriu mandados de prisão contra dois agentes penitenciários e cinco detentos que cumpriam pena no albergue da casa de detenção.

A investigação sobre o esquema teve início em junho de 2011. A apuração constatou que apenados do regime semiaberto pagavam aos agentes valores entre R$ 100,00 e R$ 150,00 por dia para não retornar ao albergue e, com isso, tinham as presenças confirmadas nos controles da casa de detenção.

Durante investigações de roubos a residências de alto padrão da cidade, diversas vítimas reconheceram um homem que estaria preso no Albergue e que nas noites dos crimes tinha o álibi de estar recolhido. Com isso, surgiram indicativos do envolvimento de agentes penitenciários, que marcavam a presença dos presos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.