Operação Tentáculo prende 17 pessoas no Estado do Rio

Sessenta agentes da 134.ª Delegacia Policial (Campos dos Goytacazes) participaram nesta terça-feira da Operação Tentáculo e prenderam 17 pessoas. Elas são acusados de envolvimento em roubos de cargas, homicídio, latrocínio e tráfico de drogas. Entre os detidos há dois funcionários da prefeitura de Campos dos Goytacazes, norte fluminense. Doze caminhões, seis carros, duas motocicletas e uma lancha roubados foram apreendidos. Quatro lojas que vendiam autopeças foram fechadas.A investigação durou seis meses. Quarenta telefones foram grampeados com autorização da Justiça, que concedeu 22 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão. Além de Campos dos Goytacazes, houve prisões e apreensões em Cardoso Moreira, São Fidélis, Rio Bonito, Itaboraí, Casimiro de Abreu e Rio de Janeiro. A operação continua e pode alcançar o Espírito Santo.A polícia espera prender, em breve, Zenildo Francisco da Rocha, o Moreno, apontado como o gerente da quadrilha. O irmão de Zenildo, Lenilson Francisco da Rocha, e a mulher dele, Patrícia Lima de Souza, estão entre os presos. A irmã e a mãe foram detidas para averiguação.Os outros presos são Sidney Mansur Júnior, o Sidinho; Ricardo Nascimento, o Juninho Mecânico; Adiel Ribeiro da Silva, o Diel; Alaíde Gonçalves Barreto; Renato Severiano Filho; Carlos Augusto Ribeiro da Rocha; Naldecy Marques Bernardo, o Tapioca; José Ricardo Resiguier da Conceição, o Dinho; Roberto Ramires Pinto de Almeida; Marcos Aurélio Willina Tavares, o Cruel; Romilson de Lima Rangel Bismago; e Ozenir de Moura, a Baixinha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.