Operação Verão registra 30 mortes em SP

A Operação Verão, patrocinada pela Defesa Civil do Estado de São Paulo, registrou, até ontem, 30 mortes em conseqüência das enchentes em todas as regiões do Estado. Iniciada no dia 1º de dezembro do ano passado, o objetivo da Operação Verão é prestar melhor atendimento aos municípios atingidos pelas chuvas e reduzir o número de vítimas. A morte, ontem, de Nair da Silva Carmo Teixeira, de 92 anos, que foi levada pela força da enxurrada na Avenida Pompéia, zona oeste da capital, foi o último caso contabilizado pela Defesa Civil do Estado.Durante a Operação Verão, que abrange quatro pontos do Estado de São Paulo, a Defesa Civil registrou 23 mortes por chuvas na Grande São Paulo e Interior; quatro vítimas fatais no Vale do Paraíba; duas vítimas na Baixada Santista e uma pessoa morta por afogamento no Vale do Ribeira. A Operação Verão vai se estender até o dia 31 de março.No ano passado, a Defesa Civil fechou o mesmo período, de dezembro a março, com 43 pessoas mortas em decorrência de enchentes, sendo 42 na Grande São Paulo e Interior e uma na Baixada Santista. Os números da Operação Verão 2001 serão divulgados na próxima segunda-feira, na página da Defesa Civil do Estado de São Paulo na internet (www.defesacivil.cmil.sp.gov.br).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.