Operadoras de turismo estimam prejuízo de R$ 5 mi

As operadoras de turismo tiveram muitos cancelamentos de pacotes de viagem por causa da operação-padrão dos controladores de vôos de Brasília e do caos que se instalou nos aeroportos brasileiros na semama passada. Agora elas querem o ressarcimento do prejuízo, estimado em R$ 5milhões, segundo o presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), José Zuquim."As desistências ocorreram entre os passageiros por conta da demora ou do cancelamento dos vôos", conta Zuchim. Segundo ele, por volta de 30% dos pacotes de viagens foram cancelados durante o período de caos nos aeroportos. A entidade ainda está recolhendo valores entre as operadoras de turismo para avaliar a quem caberá a ação judicial para restituição do prejuízo. "Teremos que ver quem será o foco, se a Aeronáutica, a Anac ou a União", diz Zuchim.O presidente da Braztoa estima que dentro de um mês eles já tenham o levantamento concluído para entrar com a ação judicial. Após o acionamento da justiça, esperam ser ressarcidos para poderem pagar as operadoras de turismo. Para Zuchim, a entidade não deve arcar com este prejuízo sozinha, "já que os atrasos são causados pela administração dos aeroportos e pelos responsáveis diretos dos controladores de vôos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.