Operários desalojados vão para hotel

A mudança do clima fez aparecer ontem um grupo inusitado de desalojados da tragédia em Congonhas. Onze operários que trabalham na construção de um galpão na Dutra dormiam em uma residência vizinha ao acidente, propriedade do patrão deles. O susto da tragédia e a interdição do imóvel fez com que seis deles passassem a dormir na própria obra. Atendidos pela Defesa Civil e pela TAM, ontem à noite os operários já estavam alojados em um hotel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.