Opiniões sobre governo estadual influem no voto

A grande expectativa em Marabá gira em torno da implantação de uma nova siderúrgica, a Aços Laminados do Pará, investimento de US$ 3,7 bilhões da Companhia Vale do Rio Doce, que deve ficar pronta em 2013. "Vão fazer outra cidade aqui dentro", aposta Seme. " É outro Eldorado (dos Carajás), outra Serra Pelada."

, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2010 | 00h00

Dyego Santana Reis, de 20 anos, estudante de engenharia ambiental na Universidade Federal do Pará, critica o processo de licenciamento ambiental da siderúrgica e teme por seu impacto ambiental e social. Dyego critica também o desempenho da governadora Ana Júlia Carepa (PT) nas áreas da saúde, da educação e da segurança pública. Isso influi na sua visão do governo federal: "A governadora é petista, e o presidente, também." Ele tem "simpatia" por Serra, mas acha "prematuro" dizer que votará nele.

No ano passado, sua irmã, Thaynara, de 24 anos, fez estágio de 240 horas num posto de saúde de Imperatriz, no Maranhão, onde se formou em nutrição, e saiu desiludida com as políticas sociais do governo. Ela diz que viu mães falsificando o peso de seus filhos para continuar recebendo o Bolsa-Família, e observou que as crianças ficam apenas meio período na escola, e no outro vão "pedir esmola". Thaynara queixa-se também do serviço de saúde. Ela justificou o voto em 2006 e não sabe em quem votará. "As propostas são lindas, é tudo muito fantasiado." Só sabe que não votaria em Lula: "Acho que o Brasil merece coisa melhor."

A visão do cirurgião plástico Marcello Nunes Alves, de 39 anos, também é prejudicada por sua impressão da governadora: "O governo estadual do PT está muito ruim, em todos os sentidos." Na sua área, a melhora que ele viu foi a criação dos hospitais regionais, para tratar casos complexos, antes encaminhados para Belém. Mas diz que foi iniciativa do governo anterior, do PSDB. Há quatro anos, Marcello votou em Alckmin, e este ano votará em Serra. "O Brasil está bom para quem é menos favorecido", diz o cirurgião plástico. "Quem tem paga muito imposto."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.