Oposição controlará eleitorados maiores

Partidos da base de Lula conquistaram Estados que têm menos eleitores do que aqueles ganhos pela oposição no domingo

Wilson Tosta, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2010 | 00h00

Uma análise da votação dos principais partidos nas disputas pelos governos estaduais encerradas em primeiro turno no último domingo mostra que as legendas que formam a base do governo federal somaram 49.304.602 votos. O levantamento também revela que as agremiações de oposição, nos Estados cujos governos garantiram há dois dias, chegaram a 30.704.409 votos. A vantagem dos partidos que apoiam a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência, porém, se inverte quando a análise se detém nos eleitorados dos Estados já conquistados nas eleições de 2010. PSDB e DEM governarão, a partir de 1.º de janeiro de 2011, unidades da Federação onde vivem mais de 60 milhões de eleitores, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No campo governista, o partido mais votado nas disputas estaduais em 2010 foi o PT, que acumulou 17.530.422 de votos nos Estados onde venceu. O partido já garantiu os governos de Rio Grande do Sul, Bahia, Sergipe e Acre, cujos eleitorados somam 23.799.802, de acordo com dados do TSE, e disputará o segundo turno no Pará e no Distrito Federal. A votação petista considera também colégios eleitorais onde a legenda perdeu a disputa pelo governo, como São Paulo, onde Aloizio Mercadante conseguiu 8.016.866 votos, mas perdeu a disputa para Geraldo Alckmin (PSDB).

Em segundo lugar no bloco que apoia o governo federal está o PMDB, cuja facção governista conquistou13.133.412 votos. O partido ganhou o direito a controlar de 2011 a 2014 os governos de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Maranhão, onde vivem 19.712.795 de eleitores. Depois, está o PSB, com 14.664.619 de eleitores no Espírito Santo, Pernambuco e Ceará. O partido também disputará o segundo turno para os governos de Paraíba, Piauí e Amapá, o que pode ampliar ainda mais o eleitorado dos Estados controlados pelos socialistas. Depois dele, vêm o PDT (3.375.581 votos), o PP ( 2.108.595), o PR (1.890.190) e o PC do B (859.402).

Na conta dos governistas, entra também um partido nanico, o PMN, que obteve 943.955 na eleição de Omar Aziz para o governo do Amazonas. O eleitorado do Estado, segundo a Justiça Eleitoral, chega a 2.030.549.

Oposicionistas. Os partidos da oposição ao governo federal mantiveram o controle de dois Estados onde têm base suas principais lideranças políticas - São Paulo e Minas Gerais - e conquistaram o Paraná e Tocantins. Os quatro foram ganhos pelo PSDB, que já governa paulistas e mineiros e conseguiu derrotar as oposições locais. O DEM conquistou os governos de Santa Catarina e Rio Grande do Norte. Somados, o eleitorado desses Estados chega a 60.159.613, o que pode se tornar fundamental para a rearticulação da oposição, na eventualidade de eleição de Dilma para a Presidência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.