Oposição pede que PGR investigue e ministro se afaste

Líderes de oposição defenderam ontem o afastamento imediato do ministro Orlando Silva e anunciaram que vão pedir que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue a denúncia de suposto esquema de desvio de dinheiro do principal programa da pasta, o Segundo Tempo, beneficiando diretamente o ministro. "O Ministério do Esporte está à frente das obras e preparativos para a Copa e as Olimpíadas e isso envolve a administração de bilhões de reais. O ministro não pode estar sob suspeição", afirmou o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP). Em fevereiro, o PSDB já havia entrado com representação na PGR solicitando análise sobre convênios do programa. Os tucanos também vão pedir apuração pela Controladoria Geral da União (CGU) e Polícia Federal.

O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2011 | 03h06

O líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), também reagiu. "O governo não deve ser ponte para beneficiar agentes públicos ou partidos." O líder do PPS na Câmara e secretário-geral do partido, Rubens Bueno (PR), informou que o partido formalizará um pedido de investigação na PGR amanhã à tarde. / DENISE MADUEÑO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.