Ordem para matar subdiretor saiu de Bangu 1, diz polícia

O chefe de Polícia Civil do Rio, Álvaro Lins, afirmou hoje que os investigadores já têm "quase certeza" de que a ordem para executar o subdiretor de Bangu 1, Wagner Vasconcelos da Rocha, partiu de dentro do presídio. Ele deu prazo de um mês para que os assassinos sejam identificados e indiciados."Que a ordem partiu de dentro do presídio, temos quase certeza, mas se foi por uma traição ou se foi em represália ao rigor que está sendo empreendido, ainda estamos investigando", disse Lins. Ele já havia declarado que os principais suspeitos de terem mandado matar Rocha eram Marcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, e Marcos Antônio da Silva Tavares, o Marquinhos Niterói, todos lideranças do Comando Vermelho presas em Bangu 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.