''Os policiais exibem muito baixa auto-estima''

Depois de mergulhar no cotidiano de policiais civis, entre 2001 e 2003, a pesquisadora da Fiocruz Maria Cecília Minayo não esperava tantas resistências para fazer o mesmo em relação à Polícia Militar. Vencendo aos poucos o isolamento da organização, conseguiu portas abertas para o time de pesquisadores que coordenou. Originada na corte de d. João VI, a Polícia Militar do Rio foi a matriz de todas as outras do País. Por isso, acredita, o exame de seus dilemas aponta problemas de todas.Qual foi o resultado da pesquisa que mais chamou a sua atenção? O risco que correm na profissão. Eles morrem, adoecem e se lesionam muito mais do que qualquer categoria. Essas pessoas arriscam a vida por muito pouco. A pesquisa mostra um grande número de policiais em sofrimento psíquico. Como isso influencia a ação deles na rua?Um policial estressado vai ter medo ou ser agressivo demais em uma ação. Em qualquer sociedade, a polícia é uma das instituições mais importantes. E a gente trata como lixo, eles dizem. Uma das maiores causas de sofrimento psíquico é essa imagem negativa da sociedade. Eles têm muito baixa auto-estima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.