Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Outra ossada de criança é achada em Altamira

Peritos da Polícia Federal voltaram a encontrar, hoje mais uma ossada no segundo local apontado pelo mecânico Francisco das Chagas, que diz ter assassinado doze crianças em Altamira entre 1989 e 1993. O local onde havia pedaços de ossos e restos de roupa fica próximo ao primeiro escavado na segunda-feira,5. Os ossos foram encontrados em três pontos, todos com aproximadamente seis metros de distância de um para outro. "A vítima jogada no local teria sido o menino Tito Mendes Vieira, de 11 anos, desaparecido desde o dia 20 de janeiro de 1991. Ele foi visto pela última vez por seus colegas próximo ao igarapé das Três Pontes, na Rodovia Transamazônica, mesmo local onde Chagas indicou que tinha atirado seu corpo. "A PF deve fazer hoje e até sábado outras escavações em três locais apontados pelo mecânico. As duas ossadas e asroupas encontradas até agora foram lacradas e embaladas para serem submetidas à análise. Um arqueólogo do Museu Goeldi,de Belém, deverá orientar o trabalho dos peritos durante as escavações. "A promotora Rosana Cordovil e o assistente da acusação, Clodomir Araújo, que atuaram no processo contra a videnteValentina de Andrade, absolvida pela Justiça do Pará da acusação de morte e emasculações de crianças em Altamira- osmédicos Césio Brandão e Anísio Souza e o comerciante Amailton Madeira Gomes foram condenados e cumprem pena numpresídio estadual-, acreditam que o mecânico está sendo orientado a assumir sozinho os crimes. " "Ele faz parte, na verdade, de uma macabra conexão criminosa, que tem Valentina como líder e os outros condenados como integrantes", afirmam Cordovil e Araújo.

Agencia Estado,

08 de julho de 2004 | 15h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.