Outro suspeito de morte de socialite se entrega à Polícia

Está preso o segundo suspeito do assassinato da socialite Ana Cristina Johannpeter, morta com um tiro na cabeça em tentativa de assalto há oito dias. Filho de um policial civil aposentado, Marcelo Mello Valério, de 21 anos, entregou-se à polícia na noite de terça-feira. Desde a semana passada, um adolescente de 17 anos está internado no Instituto Padre Severino, para menores infratores. Ele confessou ter atirado em Ana Cristina. Outro jovem de 17 anos permanece foragido.Morador da Cruzada São Sebastião, condomínio popular no Leblon, zona sul, Valério cumpriu um ano e meio de pena por assalto e quatro meses atrás voltou a ser preso, por associação para o tráfico. Ele respondia o processo em liberdade.De acordo com o inspetor Álvaro Filho, chefe do Setor de Investigação da 14.ª Delegacia de Polícia (Leblon), Valério atuou na cobertura do adolescente que estava armado e seria o responsável pelo recolhimento dos bens roubados. Ana Cristina, no entanto, foi morta antes de conseguir tirar o relógio.Valério estava escondido com parentes e se entregou por pressão da mãe, a gari Angelina Mello. "Ela disse que temia pela integridade física do filho e negociava desde o fim de semana a apresentação dele", comentou o inspetor. Na delegacia, ele se recusou a prestar depoimento e disse que só falaria na Justiça. Aos repórteres, limitou-se a dizer que completou o segundo grau e que era vizinho do adolescente que confessou ter atirado na socialite. Ele não falou sobre sua participação no crime, nem sobre as outras passagens. Vizinhos disseram que Angelina está arrasada com o envolvimento do filho no crime. Valério ficará preso na carceragem da Polícia Interestadual e Divisão de Capturas (Polinter).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.