Ozônio causa estado de atenção em regiões de São Paulo

A grande concentração de ozônio nas regiões do Ibirapuera e de Santo Amaro determinou declaração do estado de atenção pela Secretaria do MeioAmbiente de São Paulo na tarde desta quinta-feira.Mais uma vez, o céu claro e a falta de ventos contribuíram para a concentração desse poluente acima dos padrões estabelecidos pela Legislação Ambiental.Na Grande São Paulo, a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) registrou qualidade do ar inadequada também por ozônio, mas em menor escala, nas estações de Santana, Mooca e Diadema.Apenas em São Bernardo e em Taboão daSerra o ar não esteve poluído. Nas demais regiões monitoradas pela Cetesb aqualidade esteve regular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.