Ozônio deixa quatro regiões em estado de atenção

Por causa da alta concentração de ozônio no ar, a Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo declarou estado de atenção nas regiões de Santana, Mooca, Ibirapuera e São Miguel Paulista nesta segunda-feira à tarde. As condições meteorológicas estiveram desfavoráveis à dispersão dos poluentes durante todo o dia por causa dos ventos fracos.Segundo a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), o ozônio se forma a partir de uma reação fotoquímica que ocorre em dias ensolarados. A estação do Parque D. Pedro II apresentou qualidade inadequada, também por causa da alta concentração de ozônio, só que em menor escala.Na região metropolitana, o ar esteve bom só no Cambuci, no centro de São Paulo, em Guarulhos, Santo André (centro), Santo Amaro, São Bernardo e Taboão da Serra. Em São Caetano, Congonhas Lapa, Cerqueira César, Diadema, Osasco, Santo André (Capuava), Mauá e Pinheiros a qualidade foi regular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.