Pacientes que receberam órgãos passam bem

Os boletins médicos de ontem mostram que estão bem e devem ter alta nos próximos dias os pacientes que receberam órgãos de Eloá Pimentel, de 15 anos. A cirurgia mais delicada foi o transplante de fígado, que beneficiou uma adolescente de 12 anos, que sofria de um tipo raro de hepatite. Os médicos da Santa Casa afirmaram ontem que o estado da garota antes da intervenção era grave e o risco de morte nos próximos três meses era superior a 30%. A adolescente agora se recupera na Unidade de Tratamento Intensivo e está consciente. O fígado transplantado reagiu bem. Também passam bem dois pacientes que receberam órgãos no Hospital Beneficência Portuguesa. Exames mostram que o homem de 25 anos que recebeu um rim e o pâncreas teve redução no índice de glicemia - ele sofria de diabete crônica e insuficiência renal. Maria Augusta dos Anjos, de 39 anos, que recebeu o coração, apresentou melhoras. O jovem de 15 anos que teve um rim transplantado deve ter alta em uma semana, assim como o receptor do pulmão, que está no Instituto do Coração. A Central Estadual de Transplantes informou que o transplante de córneas seria na noite de ontem, sem informar onde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.