Pacote de concessão inclui 2ª pista da Tamoios

Governo estadual lança proposta para rodovias nos próximos dias

Eduardo Reina, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2016 | 00h00

O pacote de concessão de quatro lotes de estradas estaduais - sistema Ayrton Senna/Carvalho Pinto, Rodovia D. Pedro I e trechos da Washington Luiz e da Raposo Tavares -, que será lançado nos próximos dias, inclui a duplicação de um dos principais acessos ao litoral norte, a Rodovia dos Tamoios (SP-99). A obra vai ser de responsabilidade da concessionária que administrar a Ayrton Senna/Carvalho Pinto. O Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização (PED) se reúne em breve para definir o modelo das concessões. Os vencedores poderão construir novas praças de pedágio, o que deverá deixar as viagens para o litoral e interior do Estado mais caras. Os novos administradores também terão de recuperar trechos de estradas vicinais que chegam ou estão próximas das vias em concessão, além de construir vias de ligação - entre as Rodovias Anhangüera/Bandeirantes e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, por exemplo. O pacote, a ser lançado até o fim do mês, inclui a recuperação de estradas vicinais. Numa primeira etapa, estão previstas melhorias em 2.177 quilômetros de 152 estradas, em 199 cidades. Os recursos para essas obras deverão vir de financiamentos a serem obtidos com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco Mundial e também com repasses da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) sobre combustíveis, da União. "Se tudo correr bem, entre o dia do decreto e a assinatura dos contratos serão cinco meses e meio. Talvez em março esteja tudo concluído", disse o secretário estadual dos Transportes, Mauro Arce.O conselho do PED analisará reivindicação do setor de transporte de cargas, que defende tarifas menores de pedágio para caminhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.