Padre acusado de pedofilia está foragido

O padre Hélio Aparecido Alves de Oliveira, acusado de envolvimento com pedofilia, está foragido há três dias. Ele teve a prisão decretada pela Justiça na última sexta-feira. As vítimas seriam três garotos que estudavam em um colégio particular mantido pela Congregação Claretiana, em Rio Claro, a 175 quilômetros de São Paulo.A prisão foi decretada após a Justiça ter aceitado a denúncia apresentada pela Promotoria Pública. No processo, que tramita sob segredo de Justiça, também foi denunciada uma funcionária do colégio que, de acordo com o inquérito policial, auxiliava o padre na prática do crime. O nome da acusada não foi divulgado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.