Padre bate em mulher para exorcizá-la. Não é a primeira

Um padre foi acusado de agredir uma mulher durante um ato de exorcismo em Rio Claro, interior de SãoPaulo. Sem querer divulgar sua identidade, a mulher, de 29 anos, disse apenas que o padre revelou a necessidade de expulsar demônios existentes nela e começou a esbofeteá-la, informou a TV Globonews.A mulher, que chegou a fugir da paróquia, foi perseguida pelo padre, que continuou esbofeteando-a no meio da rua, segundotestemunhas. Em nota oficial, a cúria da diocese de Piracicaba, responsável por Rio Claro, disse que a denúncia será avaliada pelo conselho de presbíteros nesta quinta-feira. Na delegacia da mulher de Rio Claro já havia uma queixa contra o padre, mas o processo não andou porque a vítima desistiu da denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.