AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Padre de Bebedouro é acusado de abuso de menores

O promotor de Bebedouro, na região de Ribeirão Preto, Fabio Roberto Constantini, denunciou, na última sexta-feira, o padre Paulo Barbosa, de 41 anos, da paróquia do distrito de Botafogo, por corrupção de menores (de dois jovens entre 14 e 18 anos à época) e atentado violento ao pudor (de dois menores de 14 anos à época do crime investigado). Constantini, porém, não pediu a prisão preventiva do padre porque acredita que ele não oferece risco à sociedade nem às testemunhas e vítimas e que não fugiria durante o processo."Temos provas de autoria e materialidade", disse o promotor, justificando a denúncia. Segundo ele, em tese, é possível que o padre possa ser condenado de 14 a 28 anos de prisão. A denúncia está nas mãos do juiz da 1ª Vara de Bebedouro, Neyton Fantoni Júnior, que poderá iniciar o processo até o final desta semana.O promotor disse que obteve informações de que o padre estaria morando numa fazenda da cidade. Porém, desde que o escândalo começou a ser investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em janeiro, o padre não tem mais atuado em sua função.O padre foi ouvido, em fevereiro, pela delegada da DDM, Luciana Pinto Neto, e negou os crimes, mas vários adolescentes, vítimas ou testemunhas, inclusive um adulto, confirmaram que ele teria abusado sexualmente de menores. A denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.