Padre é detido por atirar em rapaz durante discussão

O padre Djalma Ferreira Dâmaso, de 75 anos, foi detido ontem à noite acusado de disparar um tiro de revólver calibre 38 durante um desentendimento entre um grupo de crianças e adolescentes, em frente a Paróquia São Tarcísio, no bairro Nova Cintra, na região oeste da capital mineira. Ninguém ficou ferido e a ocorrência foi registrada na Delegacia Seccional Oeste da cidade. Segundo testemunhas, o adolescente P.H.C.S, de 16 anos, ficou irritado ao ser atingido duas vezes por uma bola, que pertencia a um grupo de garotas do coral da igreja. O adolescente chutou a bola para dentro de uma casa. As meninas se queixaram com o padre que, após discutir com o garoto, foi à paróquia e pegou a arma. O padre disse aos policiais que atirou no chão apenas para "assustar" o adolescente e que não pretendia acertá-lo. O rapaz, contudo, disse que Dâmaso, antes de atirar, chegou a ameaçá-lo, apontando a arma em sua direção. Vizinhos acusaram o padre de constantemente agir com o violência com os adolescentes que costumam se reunir à noite na porta da igreja.Dâmaso afirmou ainda na delegacia que possui o registro e o porte do revólver, mas não apresentou os documentos e a arma foi apreendida. Ele disse que comprou o revólver há cerca de dez anos para se defender. O padre foi liberado após prestar depoimento. De acordo com a Polícia Civil, se a investigação concluir que ele tinha intenção de ferir o rapaz, o padre poderá responder a um processo por tentativa de homicídio. A Cúria Metropolitana de Belo Horizonte não quis comentar o caso. Dâmaso está na Paróquia São Tarcísio há 29 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.