Padre é morto a facadas em Itajaí, vítima de latrocínio

Religioso estacionou carro, desceu e começou a ser perseguido por homem que estava com ele

Fabiana Marchezi, Central de Notícias

14 de dezembro de 2009 | 11h13

O padre Alvino Broering, de 46 anos, foi morto a facadas na madrugada de hoje na BR-101, no bairro Salseiros, em Itajaí, litoral norte de Santa Catarina. O caso está sendo investigado como latrocínio - roubo seguido de morte.

De acordo com a Polícia Militar (PM), no começo desta madrugada o padre estacionou o carro em frente a uma empresa, às margens da rodovia, e desceu do veículo. Um desconhecido, que estaria com ele no carro, passou a persegui-lo e o alcançou perto de um posto de combustíveis. O suspeito atingiu o padre com mais de oito facadas na cabeça, nas costas e na mão. Depois de ferir o religioso, o homem fugiu com o carro dele.

O padre foi encaminhado ao Hospital Marieta Konder Bornhausen, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo dele está sendo velado na Igreja Matriz de Itajaí. O sepultamento será em Anitápolis, cidade natal do religioso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.