Padre nicaragüense morre dentro de avião

A Polícia Federal em Brasília está investigando a causa da morte do padre nicaragüense William González, de 34 anos, ocorrida ontem à noite num vôo da VASP procedente de São Luís com escala em Teresina e destino a Brasília. Segundo informações de agentes da PF que estão investigando o caso, o padre teria tido uma discussão durante o vôo, vindo a falecer logo em seguida, cerca de uma hora antes da aterrissagem em Brasília. Ainda de acordo com a Polícia Federal, González teria ido cumprir missão religiosa numa paróquia de São Luís e retornava para Brasília, onde atuava. A PF está realizando uma perícia para apurar a verdadeira causa da morte do religioso. Segundo o delegado Aduto Martins, da PF, que investiga o caso, somente exames a serem ainda realizados poderão revelar a causa da morte do padre. Passageiros do vôo ainda estão retidos no aeroporto de Brasília para ser ouvidos pela Polícia. Antes de sua morte, o padre, bastante agitado, teria tentado entrar na cabine de comando da aeronave e abrir a porta de saída, sendo contido pela tripulação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.