Paes e Cabral assinam convênio para aumentar salário de PMs

Agora, prefeitura do Rio complementará a remuneração de policiais que patrulham Morro da Dona Marta

Alexandre Rodrigues, Agência Estado

05 de janeiro de 2009 | 15h01

Em seu primeiro ato de governo, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), recebeu o governador Sérgio Cabral (PMDB) para a assinatura de um convênio de cooperação na área de segurança pública. A prefeitura complementará com R$ 500 o salário de policiais militares que atuam no patrulhamento comunitário do Morro Dona Marta, em Botafogo, na zona sul. A comunidade fica a poucos metros do Palácio da Cidade, sede do governo municipal, onde foi realizada a cerimônia. Veja também:Prédio irregular é demolido no Rio em ação contra sem-tetoAs promessas de campanha de Eduardo Paes  Cabral deu o tom do clima de cooperação entre os governos estadual e municipal ao destacar a presença na platéia de dezenas de secretários estaduais e municipais. Segundo ele, as duas esferas de governo terão uma "ação conjunta" em vários setores, como transporte, educação e desenvolvimento econômico. "Esta é uma cena que se repetirá muitas vezes aqui", disse Paes ao saldar o governador, seu padrinho político. Em referência à disputa política que travou com César Maia (DEM), ex-prefeito do Rio, Cabral afirmou que a cidade perdeu muito tempo. "Pode uma prefeitura como a do Rio não ter colocado um tostão sequer na ampliação do metrô?", queixou-se Cabral. "Vamos trabalhar juntos e o beneficiado será o cidadão", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.