REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Pai de brasileiro morto por ataque de tubarão nos EUA faz homenagem em redes sociais

Financiamento coletivo para custear traslado do jovem bateu meta

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

17 Setembro 2018 | 11h05

 SÃO PAULO -  O brasileiro Arthur Medici, de 26 anos, morto após ataque de tubarão na praia de Newcomb Hollow em Cape Cod, parque nacional de Massachusetts, nos Estados Unidos, no sábado, 15, recebeu uma homenagem do pai nas redes sociais. Sensibilizado, Itamar Medici publicou várias imagens do filho e relatou no Facebook que "está sem vontade de viver e nada tem significado".

 

"Filho....vc me deixou! Estou sem chão e sem vontade de viver. Agora nada tem significado pra mim, pois esse Deus me tirou a razão do meu viver e minhas lágrimas estão secando. Estava lutando pra te dar tudo e agora....pra quem vai ficar o que estava sendo guardando pra vc. Não tenho vontade mais da vida pois nada mais faz sentido...eu te amo por toda a eternidade! 

Arthur Medici morava em Revere, em Massachusetts, onde estudava Engenharia. A família do estudante, de Vila Velha (ES), organizou um financiamento coletivo online para arcar com os custos do traslado do corpo.  Até a manhã desta segunda-feira, 17, a campanha já havia arrecado US$ 26.356 (R$ 109 mil), mais que a meta estipulada. 

No site do financiamento coletivo, familiares agradeceram as colaborações. "Gostaria de agradecer a todos que ajudaram com as contribuições. Todos os gastos serão no levar do corpo do Cape Cod para Boston, e até a funerária local para receber todos os tratamentos necessários, e finalizando com o culto fúnebre ainda nos EUA, seguindo logo após com o transporte do corpo até o destino final em Vitória no ES (com uma escala no Rio de Janeiro). Lá todo procedimento será repetido (exames, troca de caixão, culto fúnebre e sepultamento). Gostaria que as famílias continuassem em suas orações para que nós possamos continuar prosseguindo." 

Segundo as autoridades locais, Medici é a primeira vítima fatal de um ataque de tubarão em Massachusetts nos últimos 80 anos. Medici estava surfando com o irmão de sua noiva, quando foi atacado. 

Um comunicado da polícia local diz que outras pessoas que estavam na praia conseguiram puxar Medici e fizeram os primeiros socorros. Ele foi levado para o Hospital Cape Cod, mas não resistiu aos ferimentos.  

O National Park Service, que é responsável por aquela parte do Cape Cod National Seashore, informou que o ataque ocorreu a cerca de 300 metros ao sul da praia e disse que o acesso à praia de frente para o mar estava fechado. As autoridades locais disseram que vão investigar o incidente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.