Pai mata o filho de 17 anos a golpes de foice

O lavrador Enedino Pereira Neves, 78 anos, está preso na cadeia de Mirandópolis, região de Araçatuba, sob a acusação de ter matado o próprio filho, Valdir Pereira Neves, 17 anos, a golpes de foice. O crime aconteceu hoje à tarde, na residência da família, em uma chácara na zona rural da vizinha cidade de Lavínia. Neves foi preso por volta de 18h30, quando fugia a pé por uma estrada rural que liga as cidades de Lavínia e Valparaíso.Segundo a Delegacia de Polícia de Lavínia, pai e filho tinham atritos constantes pelo fato de Valdir não trabalhar. Além disso, de acordo com policiais militares que prenderam o lavrador, ele disse suspeitar que o filho estivesse usando drogas. Na delegacia não há registro de envolvimento de Valdir com entorpecentes. Um outro filho de Neves está preso sob a acusação de tráfico de drogas.Hoje à tarde Neves e Valdir discutiram porque o rapaz brigou com um neto do lavrador que era muito ligado ao avô. "Então me mata", teria dito Valdir ao pai, segundo relato de sua mãe, Maria Jesuína de Jesus, de 57 anos. A mulher, que estava no quintal cortando lenha, estranhou o silêncio que se seguiu à briga e foi até a sala verificar o que havia acontecido. Lá, encontrou o filho caído numa poça de sangue, com o pescoço quase decepado pelos golpes de foice.Maria Jesuína viu o marido fugir, levando uma bolsa com pertences pessoais, e ainda perguntou o que ele havia feito com Valdir. "Matei. Fiz o que ele queria", teria respondido o lavrador. A mulher entrou em estado de choque e precisou receber atendimento médico. Na cadeia de Mirandópolis, Neves não quis falar hoje sobre seu ato e não demonstrava arrependimento.

Agencia Estado,

04 de abril de 2003 | 19h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.