Pai que arremessou bebê contra carro irá para manicômio

O produtor artístico Alexandre Alvarenga, 31, preso no Centro de Detenção Provisória (CDP), em Hortolândia, deve ser transferido para um manicômio judiciário e fazer tratamento psiquiátrico. Alexandre e sua esposa Sara Maria Rosolen Alvarenga são acusados de dupla tentativa dehomicídio contra os filhos. No dia 2 de fevereiro, depois de um acidente de trânsito, Alexandre arremessou o filho de 1 ano no para-brisa de um automóvel e, junto com a esposa, bateram a cabeça dafilha de 6 anos em um árvore, no bairro Guanabara, em Campinas. "Ainda dependemos de vaga mas a transferência pode acontecer a qualquer momento", afirmou o advogado Luiz Henrique Cirilo. Alexandre poderá ser conduzido ao Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico Prof. André Teixeira Lima, de Franco da Rocha ou para a Casa deCustódia e Tratamento Psiquiátrico Dr. Arnaldo Armando Ferreira, em Taubaté. O advogado havia entrado com um pedido de tratamento mental de seu cliente na quinta feira, um dia antes de precisar ser atendido por médicos após um ataque de depressão aguda. Sara está detida na Penitenciária Feminina do Estado, no Carandirú, capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.