Pai que atirou no filho está sob efeito de remédios

Amador Cortellini, de 68 anos, e a mulher, Sofia, de 57, ainda tentam se recuperar do choque por que passam desde domingo. Na tarde daquele dia, o filho do casal, Rodrigo André Cortellini, de 26 anos, chegou ao apartamento da família, na zona norte de São Paulo, e começou a brigar com o pai.Desta vez, diante da ameaça de Rodrigo de agredi-lo com uma cadeira, Amador disparou o revólver.Matou o filho com um tiro no peito. Cortellini ficou preso no 73º DP e foi autorizado pela Justiça a responder ao processo em liberdade.Bastante abalado, Amador passa os dias sob o efeito de medicamentos. Nesta quinta-feira, teriam saído de casa, mas voltaram no fim datarde. Nem o aposentado nem a mulher estão em condições de falar com os jornalistas.O pai afirma que sempre quis livrar o filho do vício da cocaína, mas não teve sucesso. Segundo ele, Rodrigo voltava à droga e se tornava agressivo, chegando a ameaçá-lo e à mãe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.