Divulgação/Sinpoljuspi
Divulgação/Sinpoljuspi

Pai que deixou menino de 13 anos dormir em presídio no Piauí é preso

Lavrador vai responder pelos crimes de perigo à vida de outros, abandono de incapaz e submeter criança a constrangimento

Juarez Oliveira, Especial para o Estado

05 Outubro 2017 | 18h02

TERESINA - O lavrador Gilmar Francisco Gomes, pai da criança de 13 anos que foi encontrado dormindo em uma cela da Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira, junto com o detento José de Ribamar Pereira Lima, em Altos, no Piauí, no último sábado, 30, foi preso no início da tarde desta quinta-feira, 5. O pedido de prisão de Gilmar foi decretado pela juíza da Comarca de Altos, Andrea Parente Lobão Veras, e cumprido pela Polícia Civil.  

+++ Menino achado em cela no Piauí é afastado dos pais pela Justiça

De acordo com o despacho da magistrada, Gomes deve responder pelos crimes de perigo à vida ou saúde de outrem, abandono de incapaz e submeter criança a constrangimento.

O promotor de Justiça Paulo Rubens Parente, responsável pelo caso no Ministério Público, informou que o detento Pereira Lima, que cumpria pena em regime semiaberto, teve um pedido de regressão de regime feito pela promotoria e acatado pelo promotor da Vara de Execução Penal, Eloi Pereira. Ele, então, voltará para o regime fechado.

+++ Menino de 13 anos é encontrado em cela de preso acusado de estupro no Piauí

Já a mãe do menino, que não teve o nome divulgado, está autorizada a visitar os filhos, somente acompanhada por psicólogos, para evitar agressões ou constrangimento. As crianças estão em abrigos de Teresina.

 

 

 

Mais conteúdo sobre:
Altos [PI]Piauí [estado]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.