Pai que matou duas filhas é condenado a 90 anos

Mauzin dos Anjos de Oliveira, de 35 anos, que matou duas filhas e feriu outro, em 12 de outubro de 1996, em Américo Brasiliense, na região de Ribeirão Preto, foi condenado a 90 anos de prisão, em julgamento realizado durante todo o dia de ontem na Câmara do município. Naquele dia, após tentativa frustrada de reatar seu casamento, ele matou as filhas Alessandra, de 11, e Daiane, de 6, além de ferir Jean, de 2, com golpes de facão. Aline, de 8 anos, conseguiu sobreviver ao pular uma janela e avisar o que tinha ocorrido na Fazenda Estrela. O advogado de defesa alegou insanidade mental de seu cliente, que foi condenado por unanimidade. Mauzin continua preso na cadeia da cidade, aguardando transferência para uma penitenciária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.