Pai que matou os dois filhos pega 43 anos na prisão

Assassino confesso dos dois filhos, Marcos Itiberê Rodrigues de Castro Caiado, de 39 anos, foi condenado hoje a 43 anos e seis meses de prisão em regime fechado. Ele matou as crianças, uma menina de sete anos e um garoto de nove, com pancadas na cabeça e tiros de revólver, após seqüestrá-las, em 2000. A sentença foi pronunciada pelo juiz Vladson Couto Bittencourt, da 4.ª Vara Criminal de Vila Velha, na madrugada de ontem. A mãe das crianças, Jânia Carla Colnago, de quem Caiado estava separado há um ano na ocasião do crime, foi testemunha de acusação. Ela chorou na leitura da sentença.O advogado de Caiado, Marco Antônio Gomes, disse que vai recorrer da decisão. A defesa alegou problemas mentais, mas não conseguiu convencer o júri popular a enviar o réu para o manicômio judiciário. Gomes disse que seu cliente sofre surtos psicóticos e teve problemas de criação. Os jurados concluíram que Caiado possui transtorno de personalidade, é desprovido de conceitos morais e éticos, mas deve ser responsabilizado pelo crime. Ele ainda será julgado pelo assassinato do ex-marido de Jânia, o comerciante Marco Antônio Pedrini de Souza, morto em 15 de outubro de 1999, do qual também é acusado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.