Pai que pegou avião e morreu com a filha teve 'semana de fúria'

Suspeito de estuprar uma adolescente na segunda, ele agrediu a mulher e a jogou do carro em movimento

da Redação , estadao.com.br

13 de março de 2009 | 16h22

Desempregado, Kleber Silva teve uma "semana de fúria" antes de atacar a própria mulher, sequestrar a filha, colocá-la em um monomotor e derrubar a aeronave em um estacionamento de shopping em Goiânia. Pai e filha morreram na tarde de quinta-feira.

 

Veja também:

mais imagens Galeria com imagens do caso

som Mulher que testemunhou a queda do avião conta o que aconteceu

video Momentos de terror: homem faz manobras com o avião

linkEnterrado corpo de menina que morreu com pai em Goiânia

 

A família passou o fim de semana junta. O casal morava em um apartamento de classe média no Setor dos Afonsos, em Aparecida de Goiânia. Para convencer a mulher a sair, Kleber a convidou para fazer um passeio em Anápolis, cidade vizinha. Os pais dele moram na Espanha e ainda não há informações se eles já sabem da morte do filho.

 

Na segunda-feira, Kleber teria estuprado uma adolescente de 13 anos em Aparecida de Goiás, na região metropolitana de Goiânia. Por causa da acusação, ele teria a prisão preventiva nesta sexta. Apesar desta sequencia de fatos, apenas os relatos de Erica vão poder esclarecer o que levou Kleber a causar a tragédia.

 

Confira o que aconteceu momentos antes do acidente:

 

13 horas - Kleber Silva agride a mulher, Erica Correia, durante uma viagem na BR-153. Ele a atingiu na cabeça, com um extintor, e a jogou para fora do veículo ainda em movimento.

 

13h30 - Erica é encontrada por uma ambulância na beira da estrada e levada para o Hospital de Urgências de Goiânia. A agressão do marido provocou ferimentos profundos na cabeça dela.

 

16 horas - Kleber chega ao aeroclube de Brasília, em Luiziânia, junto com a filha Penelope, de 5 anos, e aluga a aeronave para fazer um voo panorâmico. Enquanto o monomotor Tupi prefixo PT-VFI é taxiado, ele obriga o piloto a descer.

 

16h15 - Kleber decola sozinho com a filha. Após sobrevoar Brasília, ele voa em direção a Anápolis, onde dois aviões da Força Aérea Brasileira e um helicóptero da PM começam a seguir o monomotor.

 

Entre 17h37 e 17h55 - Três contatos por rádio são feitos com Kleber. Ele afirma que vai se matar e causar uma tragédia. Neste período ele sobrevoou a cidade de Aparecida de Goiânia, e o bairro de Santa Genoveva, na capital goiana.

 

18 horas - Kleber segue em direção ao shopping Flamboyant. Testemunhas afirmam que ele deu vários rasantes sobre a cidade, inclusive sobre o Hospital de Urgências de Goiânia, onde a sogra e a cunhada trabalham e para onde a mulher havia sido levada.

 

18h15 - O monomotor cai de bico sobre duas árvores no estacionamento do shopping com Kleber e Penelope dentro. Ambos morrem. A aeronave atingiu 23 veículos estacionados, mas nenhuma pessoa em terra ficou ferida.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
acidente aéreoGoiânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.