?Pai solteiro? elogia redução da maioridade

A redução da maioridade civil de 21 para 18 anos foi bem recebida pelo engenheiro Caio Augusto de Oliveira Filho, de 51 anos. "Ficou de bom tamanho", diz Oliveira, que detém a guarda dos três filhos, dois rapazes do primeiro casamento, com 19 e 20 anos, e de uma garota de 15 anos da segunda união. Ele acredita que vai se sentir menos pressionado. "Não posso me furtar da obrigação de pai, que é orientar e mostrar o caminho do bem. Mas, como é hoje, se leva isso muito para o lado material. Após os 18 anos querem o carro, o seguro do carro, a faculdade, morar no estrangeiro e, se você diz não, é questionado. O caso pode parar na Justiça e você, ameaçado de prisão." Leia mais em O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.