Pai tenta matar filho de um ano e meio

A polícia civil de Santo Antônio de Posse vai solicitar à Justiça a prisão preventiva de Márcio Aparecido Mariano, de 26 anos, acusado de atirar contra seu filho, J.A., de um ano e meio.O tiro atingiu a cabeça do menino, que permanece internado em estado grave no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).Mariano está foragido desde a noite do crime, ocorrido no último sábado.O delegado de Santo Antônio de Posse, Ruy Prado Marcondes, disse que ainda não havia sido confirmado, até o final da tarde desta segunda-feira, se Mariano era pai ou padrasto do garoto.A mãe, Jucélia Alves de Almeida, ainda não havia prestado depoimento porque estava junto ao filho, na Unicamp.O delegado informou que deveria ouvir, entre esta segunda e terça-feira, uma tia do menino, cujo nome não foi divulgado, que teria presenciado o crime.Segundo as primeiras informações obtidas pela polícia, Mariano chegou à casa onde vivem Jucélia e três filhos por volta das 20 horas de sábado, aparentando estar drogado.A criança se aproximou para abraçar o pai, que se irritou e atirou contra ela com uma pistola 6,35 milímetros.Em seguida, Mariano fugiu. O garoto foi levado ao Pronto Socorro de Santo Antônio de Posse e encaminhado ao Hospital das Clínicas na madrugada deste domingo.Até o final da tarde desta segunda, o acusado ainda não havia sido localizado pela polícia. Segundo vizinhos, Mariano tinha fama de ser violento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.