Pais acusam filha de tentar envenenar a família

A polícia deteve ontem uma garota de 15 anos acusada de colocar veneno de rato (chumbinho) no café dos pais, da avó e de uma tia, que passaram mal e foram internados na terça-feira no hospital de Peruíbe. Depois de deixarem o pronto-socorro, os pais da garota não tiveram dúvidas em acusá-la. Segundo eles, depois que a jovem passou a consumir drogas, ela ficou irreconhecível: deixou de frequentar a escola e começou a maltratar os pais, fato que levou a mãe a pedir ajuda do Conselho Tutelar e a registrar três boletins de ocorrência. De acordo com a mãe da adolescente, a ação foi premeditada. A jovem esperou os pais saírem cedo para trabalhar e os quatro irmãos seguirem para a escola, antes de colocar o veneno de rato no pó de café. Quando chegou do trabalho, no fim da tarde, o café já estava pronto havia cerca de dez minutos. Logo após ingerir o líquido, sentiu um nó na garganta, acompanhado de cólicas. Os nervos da face passaram a tremer. O marido e a cunhada, que haviam tomado uma quantidade maior de café, apresentaram diarreia e vômitos. Diante desse quadro, foram levados ao pronto-socorro, onde permaneceram internados, tendo alta somente na quarta-feira, quando a tentativa de envenenamento foi denunciada. O crime chocou a cidade. Segundo os vizinhos, a jovem se escondeu nas proximidades da residência, para observar a movimentação da ambulância, que foi prestar socorro aos familiares. Ao constatar que eles não haviam morrido, a adolescente resolveu fugir, sendo localizada apenas no fim da tarde de ontem, na casa de outros parentes, no vizinho município de Itanhaém. Ontem mesmo, o Conselho Tutelar de Peruíbe estava providenciando a remoção da jovem para um abrigo. Desde outubro, ela vem sendo acompanhada pelo conselho, diante dos vários problemas em casa. Os pais contaram que já perderam a conta dos furtos praticados pela garota, dentro de casa, com o objetivo de comprar drogas. O quarto dos pais vivia trancado, para que os objetos não fossem levados. Na segunda-feira, ela havia arrombado a janela do cômodo e levado alguns objetos para venda. Depois de ser repreendida pelo pai, a moça trouxe de volta os objetos, que estavam escondidos no mato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.