Pais adolescentes podem visitar filha em abrigo

A Vara da Infância e da Juventude de Campinas decidiu, nesta terça-feira, que os parentes do bebê afastado dos pais adolescentes logo depois de nascer poderão visitá-lo no abrigo para onde foi levado. O casal de adolescente K.H.P, de 17 anos, e J.S.J., 14 anos, não tem notícias da filha desde o dia em que ela nasceu, em 6 de março último.Em audiência na tarde desta terça-feira, o juiz Alberto Anderson Filho concedeu aos pais da menina o direito de visitá-la no abrigo, junto com outros parentes. A avó paterna, Ana Paz, busca esse contato desde o dia em que as assistentes sociais levaram a criança.Os adolescentes vivem juntos e moram na casa de Ana. O processo corre sob segredo de Justiça. Anderson filho disse nesta terça que o caso deve estar resolvido em 30 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.