Pais confessam ter amarrado filho a uma árvore

Eles poderão responder pelas acusações de maus tratos e também por crime de tortura

ANA PAULA RIBEIRO, Agência Estado

03 de abril de 2010 | 16h10

Um menino de quatro anos foi encontrado na tarde de hoje amarrado a uma árvore no quintal de sua casa, em Itapecerica da Serra. Após denúncia anônima, a Polícia Militar (PM) libertou o garoto e encaminhou os pais à delegacia.

Os pais teriam confessado que foram os responsáveis por amarrar a criança e que faziam isso com certa frequência, segundo informações da PM. Durante a tarde de hoje, eles prestavam depoimento na delegacia de Itapecerica da Serra. Os pais da criança poderão responder pelas acusações de maus tratos e também por crime de tortura.

A criança está sob os cuidados do Conselho Tutelar. No momento em que foi encontrado, o menino estava preso por uma coleira, tinha hematomas pelo corpo e um corte profundo na mãe esquerda. Ao seu lado, a polícia localizou cordas, um cinto e uma vara, objetos que teriam sido utilizados para amarrar a criança à árvore.

Mais conteúdo sobre:
Violência domésticaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.