País ficou por algumas horas sem presidente

Por algumas horas, entre a noite de quinta e a manhã de ontem, o Brasil permaneceu sem um presidente que estivesse efetivamente no exercício do poder.

, O Estado de S.Paulo

13 Novembro 2010 | 00h00

Internado na UTI do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, por conta de um enfarte, José Alencar, presidente em exercício, não estava em condições de ser acionado, naquele momento, para emergências governamentais. O quadro clínico do vice-presidente só melhorou na manhã de ontem.

Com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Coreia, Alencar hospitalizado e o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), em Buenos Aires, na Argentina, numa eventualidade, a Presidência seria exercida pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Em eventual impedimento também do senador, a linha sucessória indica o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), no caso o ministro Cezar Peluso, para o exercício da Presidência da República.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.