Pais jogam no mar cinzas de estudante assassinada no Rio

Os pais da estudante Gabriela do Prado Ribeiro, de 14 anos, realizaram hoje de manhã o último desejo da filha ao jogar suas cinzas no mar. Gabriela foi assassinada em 25 de março, num assalto ao metrô no bairro da Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. Cleyde Prado Maia Santiago Ribeiro e Carlos Santiago pegaram um barco e lançaram as cinzas na praia da Barra da Tijuca. Ao lado da embarcação, amigos da estudante, que fazia aulas de surf, fizeram uma roda com as pranchas e rezaram. Antes de entrar na água, eles se juntaram na areia e, com colares havaianos e balões brancos, fizeram outra homenagem à amiga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.