País precisa investir R$ 178 bi em saneamento, diz Dutra

O ministro das Cidades, Olívio Dutra, disse hoje que, para garantir saneamento básico a toda a população brasileira, o governo federal teria de investir, até 2020, R$ 178 bilhões. Segundo ele, 83 milhões de pessoas, o que representa quase metade da população, não têm serviço de saneamento. Dutra disse que o Brasil tem abundância de água e detém 12% da reserva mundial de recursos hídricos, mas 45 milhões de pessoas que moram em áreas urbanas e rurais do País carecem de rede de distribuição de água. "Somos ricos em recursos hídricos, e a grandiosidade dessa riqueza acentua a perversidade de nossas dificuldades na área de abastecimento", ressaltou. O ministro afirmou ainda que a região Sudeste, a mais rica do País, e portanto com maior potencial de investimento, também passa hoje por problemas no setor. Ele citou, por exemplo, a cidade de São Paulo. "Doze milhões (de paulistanos) estão às vèsperas de sofrer racionamento de água potável", declarou. Dutra participa do Dia Mundial da Habitação, promovido pela Organização das Nações Unidas, no Palácio da Cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.