Pais são detidos após morte de bebê de 12 dias em Minas

Criança morreu com fraturas no crânio; pais foram libertados após depoimento e vão responder processo

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

21 Julho 2009 | 11h49

Os pais de um bebê de 12 dias foram acusados de abandono de incapaz com agravamento de morte, após a criança falecer no último domingo, 19, em Ijaci, Minas Gerais. O pai, de 36 anos, havia saído por volta das 19 horas, para jogar cartas com amigos. A mulher, de 28 anos, após colocar a criança na cama, foi para a casa da mãe, que mora ao lado, deixando a porta da casa aberta.

 

Um sobrinho, de 14 anos, que aparenta ter problemas mentais, entrou na residência logo em seguida. Quando retornou, a mãe encontrou o filho deitado em outra posição na cama e o sobrinho brincando com o cobertor.

 

A criança foi levada para um posto médico da cidade e transferido para o Hospital de Lavras, onde morreu com fraturas no crânio. Segundo a polícia, a suspeita é a de que o adolescente teria sacudido o bebê. Os pais foram liberados após depoimento e vão responder o processo em liberdade provisória.

Mais conteúdo sobre:
abandono de incapaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.