Palácio dos Bandeirantes em boletim de ocorrência

Nem o Palácio dos Bandeirantes, na Avenida Morumbi, 4.500, zona sul, está livre da ação de ladrões. De janeiro a agosto deste ano, a Polícia Civil registrou quatro furtos na sede do governo paulista. No ano passado foram dois casos em igual período. O sofisticado sistema de segurança, com câmeras de vigilância espalhadas por todos os cantos, e a presença constante de PMs não inibiram os crimes.O furto mais recente foi registrado no dia 23. A vítima foi a arquiteta Luana Martins Lima do Carmo, de 29 anos. Ela prestou queixa no 15º DP (Itaim-Bibi). Consta no boletim de ocorrência que Luana foi a uma festa na Avenida Morumbi, 4.500, e, por volta de 2 horas, deixou a bolsa e o casaco num sofá. A moça saiu por alguns instantes e quando retornou não encontrou a bolsa.Na região do Morumbi, aliás, as vítimas recentes de crimes vão de empresários a apresentadores de TV (Hebe Camargo teve joias furtadas de casa). Nem a casa do bispo emérito da Diocese do Campo Limpo escapou. Dom Emílio Pignoli, de 76 anos, teve o imóvel invadido em dezembro. Audaciosos, os criminosos fizeram o sinal da cruz antes de entrar, para depois ameaçar até cortar o dedo do religioso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.