Palanque

Um giro pelas campanhas eleitorais

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2010 | 00h00

BRASIL1

Discursos no TSE, diretrizes na internet

Na próxima segunda-feira, a campanha de José Serra divulgará na internet um documento com diretrizes sobre 40 temas. Segundo os tucanos, será o ponto de partida para o programa de governo, que terá novas contribuições dos partidos aliados e vai incorporar sugestões de simpatizantes da candidatura. Em oposição ao até agora mal explicado imbróglio do registro do programa de governo do PT, que passou de radical a moderado, Serra procura expor suas posições sobre assuntos que vão de gestão pública a diversidade sexual. Pela internet, eleitores do tucano criticaram o PSDB por ter registrado como plano de governo reproduções de discursos de Serra. O ex-secretário de Meio Ambiente Xico Graziano (foto), coordenador do programa, diz que preferiu "pecar pelo inverso" do PT e anunciar as diretrizes "sem pressa, com conteúdo".

BRASIL2

Muito estresse, pouco descanso

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, está recuperado, mas não sabe o motivo da crise de hipertensão que o levou ao hospital na manhã de segunda-feira. Poucas horas de sono e muita preocupação às vésperas do início oficial da campanha podem ser os fatores. Dutra conta que foi internado antes da confusão em torno do registro do plano de governo de Dilma Rousseff e reconhece que rubricou sem ler. "Havia centenas de páginas, de todos os tipos, para registros das candidaturas", diz. Quando questionado sobre o episódio, o petista reage: "É um não-assunto."

BRASIL3

Luz, câmera, adaptação

Dilma Rousseff começa na próxima semana a gravar em estúdio, em Brasília, o programa eleitoral gratuito de TV, que vai ao ar a partir de 17 de agosto. O marketing petista quer que a candidata tenha tempo para se adaptar ao aparato e à rotina de gravações. A equipe pretende fazer um estoque de depoimentos sobre temas que certamente entrarão nas peças publicitárias. Também serão testadas cenas externas. Mesmo em tempos de campanha na internet, a propaganda no rádio e na televisão, que dura 45 dias, ainda é considerada o meio mais eficaz de atrair o eleitorado.

SERGIPE

Aliança pela metade

O PSDB entrou na coligação do candidato ao governo João Alves Filho (DEM), mas o líder tucano Albano Franco fará apenas a própria campanha para o Senado. Franco é mais próximo do governador Marcelo Déda (PT), que tenta a reeleição.

RIO

Conforto nos ares

Um helicóptero alugado pelo PT está à disposição de Dilma Rousseff. Foi usado ontem na viagem ao Rio. José Serra continua a rodar o País no avião do tucano Ronaldo Cezar Coelho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.