Palanque

Um giro pelas campanhas eleitorais

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2010 | 00h00

BRASIL1

Discurso emocional de Lula se espalha entre petistas

A candidata do PV Marina Silva chamou de "infantilização da política". Os tucanos definem como "coronelismo eletrônico". E os petistas não dão a menor importância para a crítica dos adversários ao tom emocional da campanha de Dilma Rousseff, inspirado no presidente Lula. A ideia de "pai" e "mãe" dos brasileiros e expressões como "meu povo" e "minha gente" são usadas à exaustão pelo marqueteiro João Santana (foto) e imitadas pelos petistas em campanha País afora. O formato choroso tenta atenuar a fama de durona da candidata e facilitar a mensagem de que Lula se despede do governo, mas não abandonará a população, que deixará sob os "cuidados" da ex-ministra. Embora ataquem o conteúdo, os tucanos, com certo desânimo, reconhecem a alta qualidade da propaganda de TV da adversária.

CEARÁ

Troca de Comando

A estreia do horário eleitoral de rádio e TV nos Estados, quarta-feira passada, coincidiu com a saída da equipe de marketing dos tucanos Marcos Cals, candidato ao governo, e Tasso Jereissati, ao Senado. O jornalista Marcos Martinelli e o publicitário Antônio Costa Neto não se entenderam e deixaram a campanha. O primeiro programa tucano na TV foi criação da dupla. O segundo, exibido ontem, já teve o toque de Sandra Kraucher, nova marqueteira da campanha, experiente em trabalhos com o PSDB. A partir de segunda-feira, a propaganda tucana estará toda sob o comando da publicitária.

MINAS GERAIS

Atenção aos Evangélicos

A presença de Michel Temer (PMDB), ontem, na Convenção Estadual das Assembleias de Deus, em Juiz de Fora, foi o terceiro grande encontro do candidato a vice-presidente com evangélicos. Amanhã, o deputado deverá assistir a um culto da Assembleia de Deus de Campo Grande, na zona oeste do Rio. Temer e Dilma Rousseff têm se revezado em compromissos de campanha com diferentes grupos religiosos e repetido o compromisso de não se engajarem em causas controversas como a legalização do aborto. Depois dos evangélicos, Temer se reunirá no Rio com a comunidade árabe.

RIO

Disputa fora de hora

Além de presidente, deputado federal e estadual, governador e dois senadores, os eleitores do município de Valença votarão também para prefeito em 3 de outubro. Cinco candidatos disputam a eleição suplementar.

BRASIL2

Conexão Internacional

Uma comitiva de jornalistas búlgaros quer vir ao Brasil para entrevistar Dilma Rousseff. O interesse tem explicação: a petista é filha de um búlgaro, Pétar Russév, que, no Brasil, "adaptou" o nome para Pedro Rousseff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.