Palanque - Um giro pelas campanhas eleitorais

BRASIL1

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2010 | 00h00

Dilma e Serra terão "disputa de máquinas pragmáticas"

O professor Cesar Romero (foto), da PUC-RJ, concluiu o estudo da geografia das votações dos candidatos a presidente desde 1989. "Venceu sempre quem foi pragmático em vez de ideológico", resume. A tese está clara nos mapas com resultados de cada disputa. "Quem se alia às oligarquias ganha espaço no interior. A aliança com políticos populistas e pastores pentecostais ajuda nas periferias metropolitanas", diz o pesquisador, mostrando o crescimento de Fernando Henrique Cardoso e depois do presidente Lula nessas regiões. "Nesta eleição, haverá uma luta de máquinas pragmáticas. Dilma se alia a Collor e Sarney, Serra se une a Roberto Jefferson", cita Romero. Fatores como Plano Real e Bolsa-Família, diz ele, têm peso, mas o que faz diferença é o empenho dos líderes políticos em eleger seus aliados.

BRASIL2

Assuntos "malditos" no caminho de Marina

Coordenador da pré-campanha de Marina Silva (PV), Alfredo Sirkis protestou ontem, véspera da convenção do partido, contra "uma clara ação de origem petista" para provocar desgaste da candidata, que é evangélica, no público gay e feminista. Para o vereador, "marqueteiros adversários" provocam a discussão de temas controversos como legalização do aborto, união civil de homossexuais e descriminalização das drogas. Ou "cascas de banana", como definiu Sirkis.

SÃO PAULO

PT busca um vice como José Alencar

No comando da campanha de Aloizio Mercadante (PT) ao governo, ainda há quem defenda a mudança do candidato a vice. O argumento é que o deputado estadual e ex-PM Major Olímpio (PDT) é muito "radical" e acirra a rivalidade entre policiais civis e militares. "Precisamos de um vice mais José Alencar", diz um petista que prefere o ex-prefeito de São José do Rio Preto Manoel Antunes. O PDT paulista resiste, mas a direção nacional do partido aprova a troca.

BAHIA

Para quem gosta de política e futebol

Enquanto os tucanos lançam José Serra candidato, no fim da manhã de sábado, em Salvador, um jogão estará em curso na Copa: Argentina x Nigéria.

PARANÁ

PSB na contramão da aliança nacional

O PSB oficializa hoje, em convenção, o apoio ao tucano Beto Richa, candidato ao governo. Também em Minas Gerais os socialistas estarão com o PSDB.

6

DE JULHO

É A DATA DO

INÍCIO DA

PROPAGANDA

SOBE & DESCE

PIB

Comemoração, apesar da cautela

Até o tucano José Serra se disse "feliz" com o crescimento de 9% no trimestre, embora com ressalvas. Governistas, eufóricos, viram no resultado uma prova de vigor da economia.

PAC

Ofuscado pelo crescimento

Temporariamente, perdeu espaço nos discursos. O governo gosta de apontar 70,7% de investimentos executados. A oposição destaca que apenas 46,1% das obras foram concluídas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.